RÁDIO MENSAGEIRA DA PAZ: TODOS OS DIAS DAS 07:30 ÁS 00:00

Pesquisa

segunda-feira, 23 de abril de 2012

A Aparição de Nossa Senhora em -TILLY-SUR-SEULLES- FRANÇA-1896



"Ouvireis falar de guerras e de rumores de guerra. Atenção: que isso não vos perturbe, porque é preciso que isso aconteça. Mas ainda não será o fim" (Mt 24,6).


Situada na França, em Calvados, a 25 quilômentros ao sul do canal da Mancha e das costas da Normandia e a meio caminho entre as cidades maiores de Bayeux e Caen.
A Virgem surgiu envolta em uma aura brilhante e foi vista simultaneamente por setenta alunos e três freiras

Sem exceção, todos as 73 testemunhas viram a aparição, que se manifestava envolta em uma aura brilhante que emitia raios verdes, vermelhos, cor-de-rosa, azuis e amarelos 


Em 1896, a pequena cidade de Tilly tinha uma escola com setenta alunos administrada por três freiras. Em uma tarde de março de 1896, por volta de quatro horas, um garotinho olhou pela janela da escola que dava para um campo e viu uma “linda senhora” que lentamente descia do céu. Ao contar isso aos colegas de classe e à professora, todos correram para a janela e viram a mesma coisa.


Enquanto a espreitavam cheios de espanto, a “linda senhora” se posicionou no ar, próxima a uma grande árvore do outro lado do campo.


Os setenta alunos e as três freiras abandonaram a escola e atravessaram correndo o campo para ver a Senhora mais de perto. Sem exceção, todos eles viram a aparição, que se manifestava envolta em uma aura brilhante que emitia raios verdes, vermelhos, cor-de-rosa, azuis e amarelos.


A visão estava dentro desses raios. Suas vestes eram de estilo “turco e opulento”, mas cintilavam e mudavam de cor. A “bela Senhora” se sobressaía de forma resplendente e admirável e aparentemente era de tamanho natural.
A esta aparição seguiu-se quase imediatamente a Era da Anarquia

A esta aparição seguiu-se quase imediatamente a Era da Anarquia (1903 – 1909) e em seguida, a Primeira Grande Guerra 


Imediatamente “uma grande multidão de devotos e curiosos” acorreu ao campo e todos testemunharam a aparição. Muitos se ajoelharam com reverência e começaram a rezar, pois entendiam que era uma aparição de Maria Santíssima.


Algum tempo depois a aparição desapareceu. Voltou a intervalos regulares nos dias seguintes, tornando quase impossível a condução das atividades escolares normais.


Essas aparições esporádicas continuaram por quatro anos e atraíram a Tilly-sur-Seulles uma multidão enorme e contínua de romeiros, repórteres, devotos, curiosos e também “investigadores” religiosos e incrédulos.


Essa aparição, no entanto, tomou um rumo muito estranho. Foi também a primeira intermitente, que continuou por vários anos (semelhante a Garabandal, Medjugorje, Byside e outras). Embora historicamente vivia-se um período de calma e prosperidade geral, ninguém poderia supor os enormes horrores que estavam prestes a acontecer. A esta aparição seguiu-se quase imediatamente a Era da Anarquia (1903 – 1909) e em seguida, a Primeira Grande Guerra.
Estranhamente, as visões passaram a tomar um rumo definitivamente inquietante

Capela das aparições


As características dessa aparição, hoje quase totalmente relegada ao esquecimento, foi importante em seu início, pois foi testemunhada direta e simultaneamente por cerca de quatrocentas pessoas e depois disso por outras centenas.


Com um número tão elevado de videntes e testemunhas, acabou por atrair ao local mais de duzentos pesquisadores médicos e psicólogos estupefatos. 


Cabe aqui registrar o fato de alguns investigadores que chegaram para desmacarar a aparição também a viram, o que resultou num abalo às “suas convicções”. Profissionais de veículos de comunicação também a viram e passaram a noticiar o fato. Isso contribuiu para trazer ainda mais pessoas ao local.


Estranhamente, as visões passaram a tomar um rumo definitivamente “inquietante”. A aparição e os fenômenos passaram a revelar figuras horríveis e fantasmagóricas. Houve quem as imputasse como de origem “diabólica”. Mesmo assim a multidão sentia-se atraída. De modo bizarro, um número cada vez maior de pessoas presentes entravam em “êxtase, transes, ataques e convulsões”. Assim, testemunhas, devotos e curiosos entravam simultanteamente em êxtase ou transe com os olhos fixos na aparição.

Uma “epidemia” de visões apocalípticas coletivas acabou por eclipsar curas semelhantes as de Lourdes e La Salette que ali ocorriam

Nas visões pavorosas que se seguiam, muitos videntes passaram também a relatar diferentes descrições de tipos de “demônios”, além de combates “entre anjos e criaturas repulsivas” 

Entre cânticos, hinos, rezas de ave-marias, vários videntes caíam em estados típicos de convulsionnaires, alheios e insensíveis a todo e qualquer sinal externo. A Senhora falou por intermédio de muitos que estravam em transe e pedia orações.


Jeanne Bellanger, uma garota de 13 anos, ao entrar em êxtase, ajoelhava-se e entortava-se para trás até o pescoço. Louise Polinière, também entrava em “êxtases repulsivos” inclinando desmesuradamente a cabeça para trás. Muitos estatelavam-se no chão vergados para trás.


Nas visões pavorosas que se seguiam, muitos videntes passaram também a relatar diferentes descrições de tipos de “demônios”, além de combates “entre anjos e criaturas repulsivas”.


A “epidemia” de visões apocalípticas coletivas que se sucedeu acabou por eclipsar as muitas curas que também ocorriam, semelhantes as de Lourdes e La Salette. Por isso é compreensível que as autoridades religiosas não tivessem mostrado interesse pela aparição, exceto extra-oficialmente para condená-la.
Nas visões, encenações arquetípicas de céu e inferno, ou do grandioso combate cósmico entre os seres do bem e do mal

Livro de quatrocentas páginas, originalmente publicado em 1901 pela marquesa de L'espinasse-Langeac

O registro mais completo de todos esses acontecimentos encontra-se numa obra rara denominada Historiques des apparitions de Tilly-sur-Seulles (Relatos circunstanciados das aparições em Tilly-sur-Seulles), (1) livro de quatrocentas páginas, originalmente publicado em 1901 pela marquesa de L'espinasse-Langeac.


O que desejamos enfatizar no relato dessa aparição de Maria Santíssima é seu aspecto apocalíptico. As visões aparentemente tão incomuns e pavorosas ocorrrida em Tilly, na verdade são similares às visões dos antigos profetas bíblicos.


Essas visões ilustram encenações arquetípicas de céu e inferno, ou do grandioso combate cósmico entre os seres do bem e do mal, o que claramente sugere eventos escatológicos determinantes que, a seu tempo, sobreviriam e atingiriam a humanidade inteira.


De alguma forma, por uma determinação superior os visionários captam esses quadros mentais, como hologramas de um futuro não muito distante e, às vezes, prestes a acontecer.

As grandes aparições da Mãe Santíssima geralmente precedem acontecimentos horríveis, que não demoram a ocorrer

Área ao redor de Tilly e do litoral da Normandia tornou-se terra de lutas, trincheiras, lama armas de gás mortífero, insanidade, lodo, doença e morte, com milhares de corpos putrefatos e valas comuns


Portanto, nesse contexto, o que se seguiu historicamente após a aparição em Tilly é muito significativo. Após 14 anos desses acontecimentos em Tilly, o norte da França, em especial a ampla área nas cercanias de Tilly-sur-Seulles, mergulhou na Primeira Grande Guerra.


A esse episódio especifíco, o estudioso Ingo Swann lembra que, em sua maioria, as grandes aparições da Mãe Santíssima precedem acontecimentos horríveis, que não demoram a ocorrer.


E, na verdade, em algumas dessas manifestações em que fala, a Mãe de Jesus diz que veio para advertir. Deixando claro que não vem para satisfazer plácidas expectativas devocionais.


Esse pesquisador chama a atenção para o fato de que a área ao redor de Tilly e do litoral da Normandia tornou-se terra de lutas, trincheiras, lama armas de gás mortífero, insanidade, lodo, doença e morte, com milhares de corpos putrefatos e valas comuns.
Principal centro dos desembarques na Normandia durante a Segunda Grande Guerra deu-se ao redor de Tilly


A Grande Guerra era chamada de Apocalipse. Durou quatro anos até as forças dos combatentes arrefecerem por pura exaustão. Quatro anos, exatamente o mesmo tempo que durou a aparição em Tilly-sur-Seulles.

Chegada de reforço das tropas aliadas desembarcando na praia de Omaha, Normandia 

É fato histórico também que a área ao redor de Tilly foi o principal centro dos desembarques na Normandia durante a Segunda Grande Guerra. Aquela região foi palco de algumas das batalhas mais cruéis entre a invasão aliada e a resistência alemã, que aconteceram justamente ali. Os grandes cemitérios falam por si dessas duas guerras apocalípticas.


Observa Swann, “em retrospecto, é possível dizer que a Mãe Santíssima veio para advertir sobre o apocalipse que estava próximo — embora de uma forma estranha”.(2)

Após a guerra, milhares de ossos putrefatos de soldados podiam ser encontrados vergados para trás jazendo ao sol, com a mesma forma característica assumida pelos convulsionários em seus êxtases, alguns anos antes. Atualmente, nas cercanias de Tilly-sur-Seulles cemitérios vastos e tristes testificam o horror das duas grandes guerras apocalípticas prenunciadas pela Santíssima Virgem através de seus sinais 

_________

Fontes de consulta:

1 - SWANN, Ingo. op. cit. pp. 168-179. (Cf. Historiques des apparitions de Tilly-sur-Seulles, 4 v. Paris, Dentu, 1901).
2 - L'espinasse-Langeac Marquis De. Historique Des Apparitions De Tilly Historique Des Apparitions De Tilly. Les Amis De Tilly. Reedição de 1967.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...