RÁDIO MENSAGEIRA DA PAZ: TODOS OS DIAS DAS 07:30 ÁS 00:00

Pesquisa

quarta-feira, 17 de julho de 2013

A IMAGEM DE NOSSA SENHORA DAS DORES VERTEU ÓLEO DE OLIVEIRA EM MONNERAT-RJ-BRASIL 1989 - 1996


acessem: http://www.apparitionstv.com/
NOSSA SENHORA DAS DORES DE MONNERAT-RJ-BRASIL 1989 - 1996



FILME: LÁGRIMAS DE JESUS E MARIA 1 - DOLOROSO E ÚLTIMO AVISO
Edição e narração do vidente Marcos Tadeu Teixeira
Santuário das Aparições de Jacareí-SP-Brasil
PEDIDOS DESTA FILME PELO TELEFONE 0XX12 99701 2427


Breve histórico sobre a Imagem de Nossa Senhora das Dores, venerada na Paróquia de N. Sra.da Guia, em Monnerat, Diocese de Nova Friburgo-RJ
Monnerat possuía apenas uma capela com o título de Curato.
Tendo sido aumentada a Capela e construída uma nova casa paroquial, o Bispo de Nova Friburgo, D. Clemente José Carlos Isnard, elevou o Curato a Paróquia, sendo seu primeiro Pároco: Pe. Emmanuel Jardim de Souza Vieira, S.J.
Elevada a Paróquia, foi necessário adquirir uma imagem de Cristo Morto, e uma de N.Sra. das Dores, que vieram de São Paulo, e aqui chegaram a 10 de fevereiro de 1989. No dia 12 benzi as imagens de S. José, que também vieram junto e de N. Sra. das Dores, esta colocada em um pedestal à direita de quem entra na Igreja. Passados alguns dias, três meninas pequenas, uma de 9 anos e pagã, me disseram: Pe. Vieira, N. Sra. das Dores está chorando. Não disse nada, e não liguei muito. Passado algum tempo, verifiquei que a imagem tinha o rosto todo molhado; outras pessoas adultas já haviam reparado também, mas nada disseram. No dia 2 de março, na reunião do clero do vicariato norte, presente D. Clemente, eu comunicava o fato aos padres.
Mais tarde, por estar a viga que sustenta o andar superior, gotejando água, embora não caísse sobre a imagem, mandei removê-la para o lado esquerdo. Aí, o fato se tornou mais evidente, pois a parede apareceu toda molhada.



A Imagem foi removida do corpo da Igreja no dia 30 de agosto de agosto de 1989, para o lugar onde se encontra até hoje. O mármore que reveste o lugar foi colocado mais tarde. Nesta ocasião, verificou-se que o líquido oleoso que está em gotas no teto e corre pelas paredes, não provinha de dentro, nem penetrava nas paredes ou no teto. Perfurada a imagem que é de gesso, verificou-se ser oca e totalmente seca por dentro. Os exames feitos pelo Instituto Nacional de Tecnologia do Rio de Janeiro indicaram: óleo vegetal e água destilada. Este líquido não sai da imagem, mas é produzido pela sua presença: sendo mudada de lugar, seca, e aparece onde ela é colocada dentro da Igreja.
Este líquido, em forma de gotas ou correndo pelas paredes, nunca desaparece; lá está, dia e noite, surgindo com mais intensidade em certos dias e horas.
Quatro TVs já tentaram televisionar, maS nosso Bispo não permite. Mesmo assim, as romarias chegam: do Rio, Niterói, Minas, São Paulo, Goiás, Espírito Santo, etc.
Muito romeiros voltam para agradecer graças obtidas com orações e uso do líquido oleoso.

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DAS DORES
Por Sto. Afonso Maria de Ligório

ò Mãe das Dores, Rainha dos mártires, que tanto chorastes vosso Filho morto para me salvar, alcançai-me uma verdadeira contrição dos meus pecados e uma sincera mudança de vida.
Mãe, pela dor que experimentastes quando o vosso Divino Filho, no meio de tantos tormentos inclinando a cabeça, expirou à vossa vista sobre a cruz, eu vos suplico que me alcanceis uma boa morte. Por piedade, ó Advogada dos pecadores, não deixeis de amparar a minha alma na aflição e no combate da terrível passagem desta vida para a eternidade.
E como é póssível que nesse momento a palavra e a voz me faltem para pronunciar o vosso Nome e o de Jesus, rogo-vos desde já a vós e a vosso Divino Filho, que me socorrais nessa hora extrema e assim direi: Jesus e Maria, entrego-vos a minha alma.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...